Ex-ministro Ernesto Araújo recebeu carta da Pfizer e diz não ter comunicado Bolsonaro

O ex-ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, confirmou nesta terça-feira (18), em seu depoimento na CPI da Covid, que recebeu a carta da Pfizer cobrando o governo por respostas às ofertas de vacinas, mas que não avisou o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) do documento. “Tive conhecimento do tema, e o telegrama de Washington também esclarecia que a própria embaixada em Washington já havia antecipado também para a assessoria internacional do ministério da Saúde”, respondeu ao senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP).

Inscreva-se no nosso canal:
http://www.youtube.com/c/recordnews

You May Also Like